Gestiagro Cloud, a ferramenta ideal de apoio à decisão na empresa agrícola

Pela natureza do seu negócio, o gestor agrícola tem de tomar decisões rápidas e fundamentadas e nem sempre tem tempo para fazer as análises necessárias. Como explica em entrevista António Pinto de Albuquerque, engenheiro agrónomo e gerente da Softimbra, a Gestiagro Cloud vem dar resposta à necessidade de informação aliando a vantagem da facilidade de acesso em qualquer lugar, através da Internet.


1. Quais os principais desafios com que se debatem as empresas agrícolas na atualidade?
Fruto do rejuvenescimento e do maior grau de escolaridade da sua classe dirigente, a empresa agrícola é hoje encarada, sem sombra de dúvida, como uma verdadeira empresa, como um negócio. Nesta perspetiva, os desafios que se colocam a um gestor agrícola são os mesmos que um dirigente de uma empresa de outro setor tem que enfrentar ou seja, colocar no mercado produtos de qualidade, a preços competitivos e com a máxima margem de lucro possível. Por vezes, as particularidades da atividade agrícola, como sejam a dependência do fator climático e as características dos produtos obtidos (perecíveis) aumentam as dificuldades, obrigando o gestor agrícola a ter que tomar decisões muito mais rapidamente, a ter que fazer muitas contas, quando o tempo disponível para tal é cada vez mais escasso. Aliás, a falta de tempo é talvez a principal razão porque o gestor agrícola, muitas vezes, faz análises menos profundas ao desempenho da sua empresa.

2. Que problemas vem resolver a solução Gestiagro Cloud?
O Gestiagro foi concebido para auxiliar o gestor na tomada de decisões, sem que perca tempo a recolher dados e a fazer cálculos e planeamentos, libertando-o para as tarefas em que a sua competência fará por certo a diferença em relação à concorrência. O Gestiagro reúne toda a informação do que aconteceu na empresa, permitindo ainda servir como agenda do que está previsto suceder (planeamento) e efetua todos os cálculos e análises de que o gestor precisa para tomar decisões, com a garantia de rigor nos elementos obtidos.

3. O que traz de novo esta solução em relação à anterior versão da Gestiagro?
Esta nova versão do Gestiagro vem acabar com algumas das preocupações que têm atormentado o gestor agrícola. Primeiro, não há a necessidade de instalar o Gestiagro pois para trabalhar com ele só tem que usar o programa com que navega na internet. Acaba pois a dependência de ter que reservar um computador para o Gestiagro pois pode aceder de qualquer local, seja em casa ou na empresa, num computador ou num tablet. Segundo, os dados estão sempre seguros, não havendo o perigo da sua perda por roubo ou avaria do computador, ataque de vírus ou qualquer outra razão inesperada. Terceiro é o aspeto económico ou seja, o preço do programa. Comprando a versão anterior do programa o gestor podia sentir a pressão de ter que o usar rapidamente porque, afinal, investiu algum dinheiro na sua compra. Com o Gestiagro Cloud o gestor pode subscrever uma licença de um ano por um preço reduzido, trabalhando ao ritmo que mais lhe convier. Por último, é de salientar que com o Gestiagro Cloud acabam também os custos com actualizações. A Softimbra, fruto dos contributos e críticas que recebe dos utilizadores do seu software, revê regularmente os seus programas, introduzindo-lhes novas características. Com o Gestiagro Cloud o gestor tem a garantia de estar a utilizar a versão mais atual do programa, sem qualquer custo adicional.

4. A que tipo de pessoas se destina o vosso software?
O Gestiagro Cloud adapta-se a quase todas as atividades agrícolas. As empresas de horticultura, floricultura, culturas arvenses ou de fruticultura, em que há, normalmente, dispersão da área explorada por diversas parcelas de terreno, têm no Gestiagro Cloud uma excelente ferramenta pois podem ser obtidos dados (e resultados) quer por atividade, que por parcela. A aplicabilidade do programa é imensa e depende do engenho do utilizador. Temos por exemplo o programa a ser utilizado para fazer a gestão de um parque de máquinas (aluguer) ou para o controlo rigoroso dos tempos pagos por trabalhador e tarefa.

5. Quais as maiores vantagens para os agricultores de trabalhar com um software agrícola?
O gestor agrícola tem que se preocupar em obter dados económicos das suas atividades, como sejam os gastos em fitofármacos, em adubos, em mão-de-obra, etc. e as receitas obtidas nas produções. Mas, talvez até mais importante seja obter os respetivos dados técnicos – quantidades de adubos, horas de mão-de-obra e de tração, de kg produzidos, etc. O software genérico (estamos a pensar em folhas de cálculo ou bases de dados) é versátil e facilmente adaptável. Porém, dificilmente o gestor conseguirá reunir toda esta informação em simultâneo sem recorrer a inúmeros arquivos, com as desvantagens do software clássico (com as preocupações apontadas anteriormente) e com enorme dispêndio de tempo. Tempo que o gestor de facto cada vez mais não tem. As suas competências e esforços são desperdiçados em tarefas meramente administrativas. Com o Gestiagro Cloud faz-se a gestão técnica e económica simultaneamente, facilmente, com manifesta economia de tempo, rapidez e rigor e sem qualquer preocupação.

6. Como tem sido a adoção de novas tecnologias pelo sector da agricultura? Quais as áreas em que os gestores se estão a interessar mais pela gestão de informação? Sendo um setor económico tradicionalmente conservador, as empresas agrícolas têm adotado as tecnologias da informação mais lentamente, em relação ao resto da economia. O controlo da produção e os processos de cálculo técnico (fertilidade do solo, sanidade vegetal, nutrição animal, maneio reprodutivo de animais) são as áreas mais procuradas pelos gestores agrícolas na atualidade.

7.Tendo em conta a vossa experiência no mercado, como avaliam a evolução do perfil do agricultor nos últimos 20 anos?
Aconteceram grandes mudanças no perfil do agricultor nestes últimos anos. O nível de escolaridade aumentou significativamente. Agora já não é o filho do agricultor que se encarrega dos registos e análises da empresa, como se de um part-time se tratasse. É o empresário agrícola que se responsabiliza pela gestão, muito atento aos desenvolvimentos tecnológicos e com grande preocupação pelos resultados e pela qualidade do produto final, pois o mercado é cada vez mais global, e procura ser cada vez mais proactivo ao invés de reativo.

Sobre a Softimbra
A Softimbra é uma software house com mais de 20 anos de experiência na conceção e implementação de programas informátic
12.06.2014